terça-feira, 16 de março de 2010

CONCEITO SOBRE COREOGRAFIA

CONCEITO SOBRE COREOGRAFIA



DEFINIÇÃO (gospel)

É um conjunto de gestos corporais que visam expressar o sentido da música (e não só), de forma que mesmo sem cantar ou falar, as pessoas consigam compreender o que se está exprimindo.


Obs.: O uso da Mímica


OBJETIVOS

Dinamizar a música
Aumentar a expressão musical
Complementar a música
Motivação pessoal
Louvor e Adoração
Ganhar pessoas ligadas a esta área e não só


JÚBILO E CELEBRAÇÃO

Júbilo: Alegria excessiva, contentamento expansivo. Alegria expressa com sorrisos, gritos e gestos.

Celebração: Cantar acompanhado de mais variadas formas de expressão, batendo palmas, gesticulando, pulando e dançando.

Obs.: O povo de Deus no Antigo Testamento dançava em suas festas com atitude pura diante do Senhor.

REGRAS BÁSICAS

Decência (tanto no vestuário como na própria dança, na expressão, etc.)
Coordenação (de passos, gestos, expressão, etc.)
Indumentária adequada ao estilo e ritmo da música
Espontaneidade e criatividade
Concentração
Autenticidade
Expressão corporal e facial
Sensibilidade corporal e facial

"Decência"

É importante que haja decência na coreografia, tanto no vestir como na própria arte. Existem estilos que definitivamente não devem ser apresentados na igreja e em nenhum outro lugar se se tratar de cristãos, por serem formas de provocação carnal, e de proveniência maligna, ou ainda inspiração demoníaca.
A decência é importante pelo facto de que o corpo do respectivo coreógrafo é templo do Espírito Santo, outro motivo é a própria natureza de alguns gestos que levam o coreógrafo a deitar-se no chão, ajoelhar, levantar pés e mãos, saltar e outros formas de expressão corporal que devem ser prevenidas com um traje decente.

"Coordenação"

A coordenação de gestos, passos, expressão é uma das mais importantes advertências para coreografia com excepção de coreografias livres em que cada coreógrafo do grupo se dedica a fazer o que lhe apraz dentro dos limites de estilo determinado.
Basta um único componente gesticular diferente, dar passos diferentes, expressar diferente para tirar a coordenação e sincronia da coreografia. Há o caso particular de coreografias em que cada membro tem sua parte específica, fazendo deste jeito diferente dos demais; é importante não confundir.

"Espontaneidade e criatividade"

Espontaneidade e criatividade: A coreografia não se resume simplesmente naquilo que se aprende, o coreógrafo deve ser criativo e espontâneo, deve ser capaz de em qualquer coisa que ouvir, e der para coreografar, assim o fazer. Precisa deixar o seu corpo ser levado pela força da expressão e pelo prazer da alma.

"Concentração"

A concentração é outro factor de extrema importância, não obstante eu deixar-me levar pela música, preciso de muita concentração. Dance com a alma e com a consciência.

"Autenticidade"

O coreógrafo deve ser autêntico. Significa que deve haver realidade e verdade naquilo que faz, ainda que o esquema não seja de sua autoria, precisa demonstrar autenticidade.

"Expressão corporal e facial"

A expressão corporal e facial é o que faz a coreografia. O coreógrafo deve ser capaz de impressionar aquele que vê, fazer chorar, rir, trazer emoção ao local, consoante ao estilo de música e tipo de coreografia. Cada palavra possui a sua expressão característica, tanto facial como corporal, deve haver estilo se necessário, agressividade (no bom sentido) se necessário, suavidade se necessário, chorar se necessário, rir se necessário, desfalecer se necessário, etc, etc.

"Sensibilidade"

Sensibilidade é o que não pode faltar numa coreografia. O coreógrafo deve ser sensível á música, ás palavras, aos próprios movimentos do corpo.

DANCE COM INTENSIDADE!!!!

FONTE: http://serafins-gerandoadoradores.blogspot.com/2009/06/conceitos-sobre-coreografia-gospel.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário